Saltar para o conteúdo

11. British Bitter

A família das British Bitter surgiu das English Pale Ales como um produto do barril no final dos anos 1800. O uso de malte Cristal bitters tornou-se maciça após a Primeira Guerra Mundial. Tradicionalmente servida mais fresca e com baixa pressão (gravidade ou bomba manual) e a temperaturas adega (por exemplo, "real ale"). A maioria das versões em garrafa ou em kegs do Reino Unido, produzidas para exportação, são, na maioria das vezes ,mais alcoólicas e mais carbonatados que as versões de barril (cask) servidas nos pubs ingleses, e tem um caráter e diferente balanço das suas contrapartes de caneca (que muitas vezes são mais doces e menos lupuladas do que as versões em barril) , na Grã-Bretanha. Essas diretrizes refletem a versão do estilo "real ale", não as formulações de exportação de produtos comerciais. Há muitas variações regionais de Bitters, que vão desde as mais escuras e doces, servidos quase sem espuma, às mais claras, lupuladas e com espuma abundante, além de todo o resto. 38 Os juízes não devem colocar muita ênfase no componente de caramelo deste estilo. As Bitter exportadas podem estar oxidadas, o que irá aumentar este tipo de sabor (como outros sabores negativos). Não presuma que esse sabor proveniente da oxidação é tradicional ou exigido para o estilo.

Estilos da categoria British Bitter:

 

Retornar ao Guia BJCP

%d bloggers like this: