Saltar para o conteúdo

Kellerbier: Pale Kellerbier

O estilo original de Kellerbier da região da Francônia, na Alemanha. Um estilo muito mais antigo em comparação com o relativamente mais recente e claro HellesStyle Kellerbier que hoje é popular na região de Munique.

Impressão Geral: Uma cerveja jovem, não filtrada, não pasteurizado e está entre a cor de uma Helles e uma Märzen, mais condimentada pelos lúpulos e maior atenuação. As interpretações variam em cor e balanço, mas permanecem em torno de 4,8% ABV, favorecendo a drinkability. O balanço oscila entre as interpretações secas, condimentadas e claras da St. Georgen e Löwenbräu, de Buttenheim, às interpretações mais escuras e maltadas, de Fränkische Schweiz. Este estilo é antes de tudo um método de produção de cervejas simples e de maior drinkability, para que a vizinhança dos locais em que são produzidos os ingredientes consumam cervejas frescas. É importante um bom balanço com foco na drinkability.

Aroma: Intensidade moderada de malte alemão, tipicamente rico, com notas de pão, torradas, uma crosta leve de pão, leve tostado, um toque de casca de pão. O aroma de lúpulo é moderadamente baixo a moderado condimentado, picante e apimentado. Muito baixo para baixo diacetil, ocasionalmente percebe-se, ainda, uma nota sulfurosa baixa a moderadamente-baixa e muito baixas notas de maçã verde ou outros derivados de levedura. Aromas de malte caramelo, biscoito ou torrado são inadequados.

Aparência: Moderadamente turva a limpa, dependendo do tempo decorrido da produção, mas nunca muito turva, de aspecto leitoso ou sujo. Cor dourada a âmbar avermelhado profundo. Espuma cremosa, de tom marfim. Quando servida de barril, na torneira (on tap), pode ter uma carbonatação baixa e uma espuma muito baixa.

Sabor: Sabores iniciais de malte podem sugerir dulçor, mas o final é de moderadamente seco a seco e ligeiramente amargo. A distinta e complexa maltagem inclui, muitas vezes, um aspecto de pão tostado. O lúpulo de amargor é moderado a moderadamente alto. O sabor de lúpulo condimentado ou herbal é baixo a moderadamente alto. O balanço pode tender para qualquer um dos lados, do malte ou do lúpulo, mas o final não é doce. São inadequados sabores evidentes e intensos de caramelo ou malte tostado. Muito baixo para baixo diacetil. Possível presença de notas muito baixas de maçã verde ou outros derivados de levedura. Macia, com retrogosto maltado.

Sensação de Boca: Corpo médio, com uma textura cremosa e uma média carbonatação. Totalmente fermentada, sem uma impressão doce ou enjoativa.

Comentários: Os melhores exemplares de Amber Kellerbier são servidos apenas de barril, na torneira (on tap) em muitas cervejarias pequenas na Francônia (esta é uma cerveja que é servida melhor fresca, com a forma do serviço sendo uma parte importante do estilo). As versões engarrafadas não são susceptíveis de ter o frescor, o caráter lupulado e as notas de cerveja nova (verde) que se apresentam nas versões de barril.

História: Este foi o estilo histórico clássico antes de ser adaptação em outras regiões. Este estilo Kellerbier original e mais antigo teria sido simplesmente uma cerveja servida nas tabernas locais, que não tinham tempo suficiente para produzir uma lager brilhante. Muitas cervejarias na Francônia utilizaram algumas dessas cervejas kellerbier durante os meses de verão, para festivais como o de Annafest (desde 1840), de julho, em Forchheim, onde era tradicional beber diretamente os tanques de acondicionamento em baixas temperaturas (lagering).

Ingredientes Característicos: A moagem varia, embora as versões tradicionais alemãs enfatizaram tanto os maltes claros como os mais escuros, da Francônia. A noção de elegância é derivada da alta qualidade dos ingredientes locais, em particular os maltes. Lúpulos Spalt ou outros lúpulos condimentados locais são os mais comuns. Cervejeiros da Francônia raramente fizeram decocção na brassagem devido ao custo da energia.

Comparação de Estilos: Normalmente, este estilo é uma versão fresca, não filtrada, não pasteurizada e mais lupulada de uma Munich Helles ou Märzen. As versões da Fränkische Schweiz se aproximam da cor castanha escura.

Estatísticas Vitais:

OG: 1.048 – 1.054
FG: 1.012 – 1.016
IBUs: 25 – 40
SRM: 7 – 17
ABV: 4.8 – 5.4%

Exemplos Comerciais: (local) Greif, Eichhorn, Nederkeller, Hebendanz (engarrafada) Buttenheimer Kaiserdom Kellerbier, Kulmbacher Monchshof Kellerbier, Leikeim Kellerbier, Löwenbräu Kellerbier, Mahr’s Kellerbier, St. Georgen Kellerbier, Tucher Kellerbier Naturtrub.

 

Retornar para Kellerbier

 

%d bloggers like this: