Saltar para o conteúdo

1

Viajar sempre é bom, mas viajar e ainda ter a oportunidade de apreciar uma boa cerveja é melhor ainda. Sexta-feira fiz uma viagem para a cidade de Petrópolis - RJ, que além possuir excelentes cartões postais, essa linda cidade possui algumas cervejarias. Optei por degustar a cerveja do tipo Helles da cervejaria Cidade Imperial.

Descrição da Cerveja

"A Cidade Imperial Helles é uma cerveja diferente. Elaborada de acordo com a famosa Lei de Pureza Alemã (Reinheitsgebot) – produzida com ingredientes selecionados e a mais pura água de Petrópolis para proporcionar sabor e aroma exclusivos. Cor âmbar, levemente turva e espuma densa. Perfeita para ser degustada nas estações mais frias do ano”.

Fabricante: Cervejaria Cidade Imperial
Estilo: Munich Helles
Ingredientes: Água, Malte, Lúpulo e Fermento
Temperatura Ideal: 5 - 7 ºC
Álcool (%): 6%
Tamanho: 355 ml
Copo ideal: Lager, Pilsener, Caneca

Degustação da Cidade Imperial Helles


Confesso que não conhecia o estilo Munich Helles, e que fiquei ansioso para iniciar à degustação. Foi uma boa surpresa: A aparência era de uma cerveja dourada escura, quase marrom, espuma branca, clara e de curta duração. Senti um aroma de cereal, pão e um leve aroma de café. No paladar, pouco amargor, uma leve acidez e um pouco de dulçor. Tive a sensação de um teor alcoólico um pouco maior que os 6% indicados.
Para mim, degustar essa cerveja foi uma experiência única. Mais do que recomenda.

Como já havia falado no post anterior,  Você conhece a cerveja Pilsen?, as cervejas que são fabricadas pelas grandes cervejarias brasileiras, não são cervejas do tipo Pilsen, são na verdade American Lager.
Dessa vez, degustei uma cerveja que o próprio fabricante classificou como Lager. A cerveja da semana, mais uma vez, possui um rótulo produzido pela parceria entre a Mr. Beer e uma cervejaria.

Descrição da Cerveja

"Wild Single Hop é uma cerveja de baixa fermentação, com doses excedentes do lúpulo Liberty o que dá um toque selvagem de amargor".

Fabricante: Cervejaria Burgman
Estilo: Premium American Lager
Ingredientes: Água, Malte, Lúpulo e Fermento
Temperatura Ideal: 2 - 7 ºC
Álcool (%): 4,5%
Tamanho: 600 ml

IBU: 20 (Amargor)
Copo ideal: Lager
"Vai bem com peixes, frutos do mar, porções em geral e churrasco".
Degustação da Wild Single Hop

É inegável que a Wild Single Hop é uma boa cerveja, que possui um bom aroma, um dourado perfeito e convidativo, e apesar de seu amargor, o gosto é muito agradável.
Apesar da experiência de degustação positiva, não vou recomendar essa cerveja por um único fator: o custo-benefício. Atualmente, o mercado nacional produz outras cervejas que proporcionam experiência semelhante, e em alguns casos, até melhores, a um preço mais convidativo.

2


Breaking Bad é uma serie da televisão americana, que tem como personagem principal Walter White, um professor de química diagnosticado com câncer terminal de pulmão, que passa a produzir  metanfetamina para garantir o futuro financeiro de sua família… O que a descrição de uma serie tem haver com um blog sobre cerveja?

Uma parceria entre a Fox-Sony Pictures e MR. Beer deu origem a uma serie limitada da cerveja Pilsen, em homenagem ao personagem principal da serie Walter White, a MR. Beer W.W.

Descrição da Cerveja



“W.W. é uma cerveja puro malte, sem adjuntos cervejeiros. Vai bem com sushi, peixes e petiscos em geral”.

Fabricante: Cervejaria Dortmund
Estilo: German Pilsener
Ingredientes: Água, Malte, Lúpulo e Fermento
Temperatura Ideal: 2 - 4 ºC
Álcool (%): 4,5%
Tamanho: 600 ml
Copo ideal: Pilsener

 Degustação da Mr. Beer W.W. 



Sempre bebi as cervejas que as nossas cervejarias classificam como Pilsen, inclusive, confesso que gosto de várias. Por isso mesmo, estava ansioso para provar uma verdadeira Pilsen.

Não possuo o copo Pilsener (em outro post pretendo falar sobre as dificuldades em adquirir copos adequados $$), então estou usando o copo que a Boemia afirma ser adequado para esse tipo de cerveja. Apesar de mais amarga do que as cervejas que estou acostumado, fiquei surpreso com o excelente sabor. Também gostei do aroma e da formação de espuma. Em relação à aparência encontrei dois pontos negativos: a cerveja estava mais escura do que determinado para uma German Pilsen (usei como referência a paleta de cores do BJCP) e existiam indesejáveis resíduos sólidos dispersos no líquido.
Gostei da cerveja, beberia umas 5 dela em sequência (que ideia idiota de beber apenas uma por semana), mas confesso que esperava um pouco mais de amargor.

Vou iniciar o post com a seguinte afirmação: Nenhuma cerveja, das grandes cervejarias brasileiras, é do tipo Pilsen. Não sei dizer o motivo, mas aquela maravilhosa cervejinha, com o nome Pilsen escrito na garrafa, nunca foi uma cerveja do tipo Pilsen.

O tipo Pilsen foi criado pela primeira vez na cidade de Pils, localizada na província da Boêmia, da atual Republica Tcheca. Em 1842, as cervejas eram em sua maioria escuras e turvas, mas os produtores buscavam uma cerveja mais límpida para serem servidas nos novíssimos cristais da região da Boêmia.


Características das cervejas Pilsen


As cervejas do tipo Pilsen são as mais consumidas no mundo e possuem como principais características: Coloração dourada clara, cristalina, espuma branca cremosa e duradoura, baixo teor alcoólico entre 3% - 6% e amargor entre 25 - 45 IBUs (para se ter uma idéia, o amargor da Heineken brasileira é de 17 IBUs).


Degustando sua Pilsen 


Nós, brasileiros, costumamos dizer que qualquer copo serve, mas assim como as outras cervejas, a cerveja Pilsen também possui um copo apropriado: O copo Pilsener.
Muitas cervejarias produzem copos especiais para suas cervejas Pilsen, as tradicionais taças, que não influenciam no sabor.

Servir a cerveja Pilsen é bastante facil:

1. Enxágüe seu copo ou taça de preferência com água;
2. Com o copo inclinado, sirva lentamente a cerveja;
3. Quando estiver na metade do copo, vá levantando a cerveja lentamente para formar um pouco de espuma. O ideal é um colarinho de dois dedos;

Bom dia, meu nome é Evandro e tenho 1 ano, 4 dias, 16h e 14 segundos sem beber… Brincadeiras à parte, depois de tantos meses sem beber, gostaria de voltar em grande estilo. Estava na dúvida entre uma Weizenbier, uma Pilsen e uma Witbier, mas a Weizen foi um presente e isso falou mais forte na hora da escolha.

Descrição da cerveja

"A Colombina Weiss é uma cerveja de trigo clara, não filtrada. Em função do tipo de fermentação possui aroma frutado e condimentos, lembrando sutilmente cravo e banana. Ideal para acompanhar frutos do mar e pratos leves".

Fabricante: Cervejaria Goyaz

Estilo: German Weizenbier
Ingredientes: Água, malte, lúpulo e levedura
Temperatura ideal: 4 - 7 °C
IBU (Amargor): 9
Álcool (%): 5,5%
Tamanho: 600 ml
Copo ideal: Weizen

Degustação da Colombina Weiss

Quase não foi possível sentir o amargor na cerveja, achei muito refrescante e com um leve gosto de pão. Apesar de sentir um aroma frutado, não senti o sutil gosto de cravo e banana. Como pontos negativos posso destacar um certa acidez, que senti quando quando mantive a cerveja por mais tempo na boca; a decepcionante tampa, completamente preta e sem nenhum desenho; e a pouca espuma e sem muita persistência. Mesmo com os pontos negativos, a escolha da Colombina Weiss, como a primeira das 52 cervejas, foi acertada. Sobre a cerveja, eu recomendo.

1

Apesar de não ser o único tipo de cerveja de trigo existente, caso você vá a uma loja especializada em cerveja e pedir uma cerveja de trigo, provavelmente vai receber uma cerveja do tipo Weizenbier.
Produzida com maltes de trigo, maltes de cevada, lúpulo, levedura e água, a Weizenbier é o tipo de cerveja mais consumida no sul da Alemanha, nos estados da Baviera e Baden-Württemberg. Esse tipo de cerveja também é bastante consumido em outros países, como Estados Unidos, Bélgica, Áustria e vem ganhado cada vez mais espaço no Brasil.


Características das cervejas Weizenbier

Suas principais características são a generosa quantidade de espuma e os resíduos de fermento remanescentes no fundo da garrafa, fato que acontece por não existir um processo de filtração. Além disso, são cervejas bastante turvas e carregam aromas e sabores frutados, como cravo e banana. Com pouco amargor e bastante refrescantes, são ideais para o verão. Algumas pessoas relatam que, apesar de refrescantes, as cervejas do tipo Weizenbier são "mais pesadas” e quando ingeridas proporcionam uma sensação de saciedade, impressão semelhante à de quando se come um pão.

As cervejas do tipo Weizenbier são também conhecidas como Hefeweizen, Weissbier e Hefeweissbier. Cada um desses nomes fala um pouco sobre as características da cerveja.

Weizen - Significa trigo. Malte de trigo era o ingrediente principal das cervejas Weizenbier;
Weiss - Significa branco. As cervejas de cevada, da época, eram mais escuras por conta das técnicas que eram utilizadas em sua produção. Dessa forma, as cervejas de trigo eram consideras cervejas brancas ou Weizenbier.
Hefe - Significa levedura. Com o tempo, as leveduras passaram a ser utilizadas como o fermento das cervejas Weizen.

Degustando uma Weizenbier
Como ainda sou inexperiente na arte de degustação de cervejas, sempre procuro ler um pouco, sobre o copo ideal, a temperatura e a tomar de servir.
A forma ideal de servir uma Weizenbier é:

1. Enxágüe o copo weizenbier com água;
2. Com o copo inclinado, sirva lentamente a cerveja, deixando dois dedos do líquido ainda na garrafa;
3. Agite a garrafa para misturar a levedura depositada no fundo;
4. Sirva o restante, formando uma coroa de espuma. A levedura ficará uniformemente dissolvida na cerveja, dando sua típica aparência turva;

A weizenbier acompanha pratos leves como sushi, sashimi e saladas.

Exemplos comerciais


Paulaner Hefe-Weizen, Erdinger Weizenbier, Franziskaner Hefe-Weisse, Erdinger Champ

Cervejas brasileiras


Colombina Weiss, Bohemia Weiss, Baden Baden Weiss, Bamberg Weizen

1


Experimentar uma cerveja especial brasileira por semana durante um ano.

Sempre gostei de períodos fechados, uma semana, um mês, um ano… Para mim, esta é a melhor forma de contar o tempo. No dia 03 de maio de 2014, tomei um daqueles porres fenomenais e no outro dia a ressaca era gigante, daquelas onde você diz: vou parar de beber. Este tipo de promessa não tende a durar muito, o que normalmente acontece é parar por alguns dias e retornar ao final de semana seguinte. Porém, no porre anterior, eu quase cheguei a completar um mês e queria ao menos alcançar esta marca. E assim o que era para ser um mês se transformou em dois, depois alcancei um semestre e, finalmente, cheguei a marca de um ano.

Depois de um ano sem beber, resolvi seguir a máxima: “Beba menos, beba melhor!”. Em vez de beber várias latinhas das cervejas comuns, a minha escolha foi, durante o período de um ano, beber uma cerveja especial brasileira por semana e escrever um pouco sobre essa experiência.